segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Um fórum dedicado aos acidentes de trabalho

No meio de tanta informação misturada e desorganizada nesta grande teia digital, é muito importante conhecermos fontes confiáveis para nossas pesquisas. Entre essas fontes, apresento aqui uma delas que é excelente e merece ser conhecida pelos profissionais que atuam na área de segurança do trabalho. Trata-se do Fórum Acidentes do Trabalho.
O Fórum é um espaço de temas relacionados à análise e prevenção de acidentes do trabalho. Sua finalidade é apoiar atividades de grupo de pesquisa e de serviços da área de saúde do Trabalhador, com ênfase na segurança no trabalho, com discussões presenciais e virtuais e disponibilização de materiais de apoio, como casos e textos.
O projeto foi criado por iniciativa conjunta de docentes das áreas de Saúde do Trabalhador do Departamento de Saúde Pública da Faculdade de Medicina de Botucatu, UNESP e, à época, da Engenharia de Produção da UNIMEP Piracicaba, no primeiro semestre de 2008. Atualmente continua como projeto interinstitucional, sob a responsabilidade conjunta do Prof Associado Dr Rodolfo Andrade Gouveia Vilela, da Faculdade de Saúde Pública da USP e do Prof Dr Ildeberto Muniz de Almeida, da FMB-UNESP.
Passados quatro anos o Fórum de Acidentes do Trabalho parece consolidar-se como espaço de reflexão e de estímulo à formação de movimento social pela prevenção, de denúncia das práticas de atribuição de culpa às vítimas de acidentes e de apoio à constituição das práticas de vigilância em Saúde do Trabalhador em nosso estado e no país. Para isso, mantém agenda continuada de Encontros Presenciais, Canal Youtube, cursos de análise e prevenção de acidentes, Fóruns virtuais e interlocução permanente com atores sociais com interesses nesse campo.
Não deixe conhecer, aprender, participar e utilizar! O fórum está acessível no seguinte endereço digital: http://www.forumat.net.br/

Se vocẽ gostou deste blog, compartilhe a informação em suas redes sociais, utilizando os botões abaixo (facebook, google+, twitter).